Armadura de Escorpião

Ir em baixo

Armadura de Escorpião

Mensagem  Undine de Escorpião em Qui Dez 22, 2011 6:17 pm

Bom, eu vou tentar a vaga de cavaleiro de escorpião o/
avatar
Undine de Escorpião

Mensagens : 6
Cosmo : 10112
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Armadura de Escorpião

Mensagem  Athena em Qui Dez 22, 2011 6:23 pm

Sete dias para ficha.
Mas tem uma permissão especial de ausencia.
avatar
Athena
Deuses
Deuses

Mensagens : 114
Cosmo : 10349
Data de inscrição : 06/12/2011

Personagem
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
Extra: 0
HP:
500/500  (500/500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Armadura de Escorpião

Mensagem  Undine de Escorpião em Seg Dez 26, 2011 4:25 pm

Nome: Undine
Armadura: Escorpião
Sexo: Masculino
Data de nascimento: 07/11/1978
Nacionalidade: Zaquintos - Grécia
Local de treinamento: Santuário - Grécia
Signo: Escorpião
Idade: 24

Personalidade: Um tanto agressivo, Undine confia apenas em poucos que estão a sua volta, por esse motive, gosta de fazer tudo sozinho, por achar ser sempre a melhor opção, sua face séria nunca deixa passar quaisquer resquícios de pensamento, apesar de ser dominado por sentimentos. Pode ser revolto como um mar em tempestade, como pode também ser um mar em perfeita calmaria, sem nenhuma briza.
Talvez, o seu maior defeito seja agir sem pensar, nunca ter um plano e sempre agir por impulsividade.Mas isso muitas vezes é bom para si, pois ‘explodir’ de vez em quando pode ate ser relaxante.Rancoroso e vingativo, ele ira guardar tudo de mal que já tentou fazer um dia, e te dará o troco, pior ou não.
Aparência: Undine, é alto, para ser mais exato, possui 1,86, seus cabelos são de um tom de castanho claro, meio aloirado, com algumas mexas loiras devido ao sol grego, suas madeixas são lisas, com ligeiros encurvamentos nas pontas, que alcançam até a metade da suas costas. Seus olhos são azuis acinzentados, e ligeiramente puxado, seu nariz é levemente arredondado e suas linhas do rosto são firmes e másculas, pode-se dizer que não parece ser um jovem de 24 anos, por aparentar uma certa seriedade em seu rosto. A boca é carnuda e levemente corada, parecendo ser macio ao toque.Seu corpo é perfeitamente definido pelos anos de treinamento, possuindo uma massa muscular grande.
Observações Especiais: Possui resistência a qualquer tipo de veneno, de animais a plantas.

História: Obs: Tudo que está entre “aspas” e em itálico são pensamentos narrados em 1ª pessoa.

“Arregalei meus olhos quando escutei o grito da minha mãe ecoando pela a casa, eu não podia deixar isso acontecer, não podia perdê-la, não agora. Mas, ela me tinha feito prometer que eu não sairia do armário até que não escutasse mais nada, só que, o grito dela, ficou girando na minha cabeça, não podia deixá-la sozinha, ela poderia estar com medo tanto quanto eu, e eu não queria isso, de forma alguma, tive que desobedece-la.Abri a porta devagar, pensando que elas não iriam fazer barulho, mas elas rangeram alto, e agora, aqueles monstros deveriam saber onde eu estava, mas não podia voltar atrás e nem tinha como.
Sai correndo em direção a porta do quarto que estava entreaberta.Eu sentia uma áurea negra no local, mas tinha que salvar minha mãe, olhei através do vão que se formava e não vi nenhum 'monstro', só minha mãe estendida no chão e muito sangue em volta dela.Fui sorrateiramente até o local onde jazia o corpo da minha genitora, não queria acreditar que o sangue era dela, muito menos que ela tinha me abandonado.Abracei-a com força, talvez na época tivesse pensado que assim a traria de volta, mas assim que o fiz, senti algo atrás de mim.
A mesma áurea negra tomou conta de todo o local, porém ainda tive coragem de virar para trás.Dois homens, ou pelo menos eram para ser, estavam vestidos com um tipo de 'armadura' que possuía um brilho negro.E ao olhar a cara de superioridade que eles portavam, fiquei com raiva.Podia ser um menino apavorado de oito anos, mas uma das coisas que eu nunca suportei é ver a cara de superioridade das pessoas, principalmente quando elas não são. A onda¹ revoltou-se, virando uma ‘tsunami’.Não sei ao certo como eu liberei tanto poder de uma só vez, mas lembro-me que naquele instante, meu corpo foi dominado por raiva e ódio, e acabei 'explodindo', literalmente.Dizem que quem consegue elevar mais o cosmo, vence a luta, e a partir daquele momento, começou o meu caminho de vitórias.O cosmo contido no meu interior liberou-se de vez, fazendo com que os 'monstros', que agora sei que são chamados de espectros, virassem pó, pela a intensidade do poder liberado, assim como a pequena construção onde eu morava com os meus pais, e o próprio corpo deles, tiveram o mesmo destino que os espectros.Logo depois do 'clarão' eu desmaiei, claro, meu corpo não era preparado para tanto poder liberado de uma só vez.
Não me lembro ao certo quanto tempo depois, que eu destruí tudo, eu acordei.Entrei em pânico, por agora estar sozinho no mundo, eu era apenas um garoto de oito anos”


Por mais que Undine tentasse esquecer, as lembranças do seu passado sempre voltavam nos momentos em que ele refletia sobre a vida, em outras palavras, quase sempre.Às vezes era bom relembrar o passado e às vezes não era.Desde o dia em que esteve sozinho, no lugar onde supostamente ficava a sua casa, ele se sentia só.Por mais que houvesse pessoas ao seu redor.’Não era fácil e nunca foi perder seus pais e tudo que você tinha de uma hora para outra’ – pensou Undine, antes de mergulhar novamente ao passado, mergulhar nos pensamentos em que ele teve no passado.

“Eu perdi tudo, não tenho mais nada aqui... Eu vou morrer, assim ficarei com meus pais – Pensava em quanto corri para uma floresta perto de casa, mal sabia eu, que aquela floresta mudaria a minha vida.
Tropecei em algo, em quanto corria, e obviamente me estatelei no chão.Chorei, chorei muito.Talvez naquele momento eu estava chorando tudo o que eu tinha direito, chorando por estar sozinho, chorando por não saber o que fazer e chorando por saudades.Definitivamente tudo.Fiquei inerte das coisas que aconteciam a minha volta, apenas estava mergulhando em um sofrimento que eu não sabia se seria capaz de sair.Foi quando me apareceu algo que eu nunca tinha visto na vida.
Um escorpião², bem ao meu lado.Minha mente de criancinha se apavorou no momento em que meus olhos se cruzaram com aquela cauda.Nunca fui burro, na escola eu aprendia sobre os animais, sabia o quão letal poderia ser se ele me picasse.Mas, apesar do pânico que se apoderava do meu corpo, eu senti vontade de continuar a fitar esse pequeno animal, parecia-me tão superior a qualquer outro que eu tinha visto.Fiquei ali, sentado, fitando-o com aquela posição de superioridade, sua posição de ‘ataque’, como se qualquer movimento que eu fizesse, ele me atacaria.Não pensei que isso poderia acontecer, mas aconteceu.Ele me atacou.
No instante em que ele retirou sua esplendida calda de meu pé, a dor que eu senti foi insuportável.A adoração ao animal tornou-se ódio, um sentimento que eu nunca tinha sentido antes, mas com a morte dos meus pais, cada vez mais fazia parte de mim.Senti ódio por ser tão burro, e ódio por ser atacado por um ‘inseto’ tão majestoso, na qual eu estava adorando-o.
O veneno espalhava-se rapidamente pelo o meu corpo, eu sentia a queimação por entre as minhas veias. ‘Mamãe...’ foi tudo o que a minha mente infantil pode pensar naquela hora.”


Fiquei, não sei quanto tempo, estirado no solo daquela floresta.’Mas não morri’ – riu-se alto, sabia que qualquer pessoa não iria sobreviver, mas ele sobreviveu.E era isso que importava.
“Quando finalmente ‘acordei’, senti-me estranho. Era como se o escorpião tivesse me dado algo que eu jamais acreditaria. Eu sentia que no meu sangue corria aquele veneno, mas não ardia, como era para arder.
O tempo se passou e dois anos depois, eu já não morava na ilha na qual eu nascera, a famosa ilha de Zaquintos³.Já não era tão ingênuo, já lutava para sobreviver, agora posso dizer que com 10 anos, eu não parecia um menino normal.Não, eu sabia que era diferente, convivia com algo oculto, mas isso, só eu sabia E talvez, esse segredo me ajudasse a derrotar aqueles que me tiraram tudo. Foi por causa deles, que abandonei tudo, a procura de um lugar que pudesse me deixar mais forte.”

O tempo passará muito rápido, pelo menos aos olhos de Undine.Ele Continuava a devanear sobre o seu passado.Um passado carregado de ódio, sofrimento e dor, mas foi por causa disso, que ele ficou forte.
“– Quem são vocês? – Lembro-me de ter perguntado para dois homens que estavam trajando uma armadura - O que... O que querem de mim?
– Viemos atender o seu pedido, pequeno homem, viemos para levar-lhe a um lugar onde poderá ficar forte. – Ditou um homem com aparência meio acabada, mas que passava confiança.
– Onde fica, esse lugar que o senhor fala? – Perguntei receoso, claro, o meu maior desejo era ficar forte, porém não podia confiar em qualquer um.
– É o santuário de Athena, um local onde devemos aprender a conviver com lutas, onde devemos proteger uma Deusa e o mundo. – O outro falará, ele aparentava ser bem mais novo que o outro.
Minha mente de criança, apesar de mais ‘avançada’ havia gostado disso.’Santuário de Athena’ era o que eu pensava em quanto aquele homem me encarava.
– Eu quero – foi o que eu disse.”


Talvez essa fosse uma forma muito estranha de ir a um lugar, mas, Undine realmente não se importava se era verdade ou não, era esperto, se fosse uma mentira, ele tentaria escapar.
Nunca se arrependeu da escolhe que fez, aliais, sempre se orgulhou por acreditar nos soldados.Afinal, foi escolhido para ser um dos 12 cavaleiros mais fortes, os cavaleiros de ouro.

“– E quem irá me treinar? – Perguntei, já dentro do santuário, para um homem, que era o Grande Mestre do local. Eu deveria ter o maior respeito para com ele.
– Infelizmente, o antigo cavaleiro de escorpião, Milo, morreu sem deixar nenhum pupilo.Logo, você treinará com o mestre dele, Shaula*, durante pouco tempo, para conhecer as habilidades que o cavaleiro de escorpião deve ter.Depois você treinará com os outros cavaleiros.
– Sim senhor, grande mestre. – levantei-me depois do olhar dele, e sai do grande salão onde ele ficava.”


‘E, desde aquele dia, eu me tornei o cavaleiro de escorpião.’ Pensou Undine mantendo os olhos fechados. ‘ Espero que com a aproximação dessa guerra, eu possa me vingar daqueles que me tiraram tudo.’ Teve esse ultimo pensamento.Depois arrumou-se para ir treinar na arena, para estar cada dia que passa, mais preparado para o fim.


¹ - Undine significa onda, em grego. B)
² - Eu sei que a ilha de Milos é que é famosa por conter escorpiões, mas, se até a praça em frente de casa tem, por que uma floresta não teria? *risos*
³ - Zaquintos é uma ilha grega, que faz parte das ilhas Jônicas.
* - Shaula é a segunda estrela mais brilhante da constelação de Escorpião, e em árabe, significa ‘O agulhão’.


Técnicas:
• Nome da técnica: Agulha Escarlate (Scarlet Needle)
• Descrição: É o conjunto de 15 agulhas, sendo a ultima, Antare, que acertam o oponente atacando o sistema nervoso. Cada agulha corresponde a uma das 15 estrelas da constelação de escorpião.
• Danos sobre o inimigo: Provoca paralisia, pela a perda de sangue e dos sentidos e uma dor incomensurável.
• Quantidade de cosmo gasto: 14 agulhas – 15% Variando de acordo com o cosmo.
• Quantidade de dano (em Hp e/ou Cosmo): 25% de cosmo e 35 de Hp. Varia também de acordo com o cosmo.

• Nome da técnica: Antares (Antares)
• Descrição: Antares é a estrela localizada no coração do escorpião, logo, essa agulha acerta o coração da vítima.
• Danos sobre o inimigo: Causa-lhe a morte.
• Quantidade de cosmo gasto: 45% Variando de acordo com o cosmo.
• Quantidade de dano (em Hp e/ou Cosmo): 40% a 100% de cosmo e 40% a 100% de Hp

• Nome da técnica: Tempestade Escarlate (Scarlet Storm)
• Descrição: É um tornado cósmico que possui a forma de um escorpião, e destrói tudo ao ser redor.
• Danos sobre o inimigo: Destrói tudo ao redor, inclusive o inimigo.
• Quantidade de cosmo gasto: 65%
• Quantidade de dano (em Hp e/ou Cosmo): 70% a 100% de cosmo e Hp

• Nome da técnica: Ferrão ilusório (Sting Illusory)
• Descrição: Quando o inimigo é atingido por esse ataque, ele fica paralisado e todos os poros de seu corpo começam a sangrar, causando-lhe uma dor insuportável que, ele tem desejo de tirar a própria vida para parar de senti-la.E tudo isso, na realidade, não passa de sua imaginação.
• Danos sobre o inimigo: Morte por perda de sangue, alucinação ou até mesmo suicídio.
• Quantidade de cosmo gasto: 70%
• Quantidade de dano (em Hp e/ou Cosmo): 80% a 100% de cosmo e Hp

Características Especificas de Combate:

• Cavaleiros de Ouro (600 pontos)

Força: 125
Destreza: 150
Cosmo: 175 “Cosmo Agressivo”
Inteligência: 150
avatar
Undine de Escorpião

Mensagens : 6
Cosmo : 10112
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Armadura de Escorpião

Mensagem  Athena em Ter Dez 27, 2011 11:01 am

Mesmo problema encontrado em algumas das outras fichas. Bom desenvolvimento da história, mas o final ainda está incerto. Tente acrescentar algo a respeito do treinamento no final.
Mesmo assim, bem vindo ao serviço da deusa.
avatar
Athena
Deuses
Deuses

Mensagens : 114
Cosmo : 10349
Data de inscrição : 06/12/2011

Personagem
Cosmo:
1000/1000  (1000/1000)
Extra: 0
HP:
500/500  (500/500)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Armadura de Escorpião

Mensagem  Undine de Escorpião em Qua Dez 28, 2011 6:44 pm

“Era difícil, e eu sempre soube que seria. O treinamento acabava comigo, por mais que eu desse o meu melhor, eu sempre saia machucado. Porém, os anos foram passando e eu me acostumei à pequena tortura em que todos que querem ser cavaleiros devem passar, comecei a suportar tanto que até chegava a achar prazeroso o treinamento no qual eu era submetido. Afinal, tinha que me tornar forte para vingar meus pais, não poderia ser um fraco que desistiria ao menos sem tentar.
E eu tentei, tentei tanto que consegui atingir o meu desejo.Tornar-me forte o suficiente. Os medos que eu tinha, bom, eles foram transformados em cinzas.Foram queimados até sumir...Queimado pelo o ódio e a raiva que percorria o meu corpo, igualmente ao veneno injetado em mim.
Nunca me esquecerei daquele dia, assim como nunca me esquecerei tudo o que eu passei para estar onde estou e tudo o que fizeram por mim e contra mim.
Shaula era um bom mestre, apesar dos anos já tornarem presentes no seu olhar.Ele foi duro comigo, apesar de saber que me tratava como um filho.Ele queria e ainda quer a minha vitória, eu sinto isso.”


Enquanto descia as escadarias continuava a devanear, era bom e doloroso lembrar de tudo que havia acontecido. Mas apesar de doer, era necessário.Tão necessário como o ar que respiramos.Reviver o passado nos deixa com vontade de fazer uma catarse, transformar tudo o que somos em algo novo.


~~x~~

Não sei se era isso para fazer, mas caso não for... Quando voltar da viagem, eu faço outra coisa.
Boas festas ^^
avatar
Undine de Escorpião

Mensagens : 6
Cosmo : 10112
Data de inscrição : 20/12/2011
Idade : 22

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Armadura de Escorpião

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum